Avaliação da biblioteca escolar 2017/ 2018

Avaliação da biblioteca escolar

A avaliação da biblioteca escolar, que se tem vindo a consolidar, nos últimos anos, como instrumento essencial de gestão e implementação de boas práticas, é, hoje, um procedimento natural nos agrupamentos/ escolas, integrando a sua autoavaliação.

Com o propósito de prosseguir a avaliação das bibliotecas, a Rede de Bibliotecas Escolares publicará, no decurso de 2017, uma nova versão do Modelo de avaliação da biblioteca escolar, que deverá, contudo, preservar os princípios basilares do anterior modelo.

Assim, no novo ciclo de avaliação, a iniciar em 2017/ 2018, manter-se-á o princípio de alternância entre etapas de implementação do processo de melhoria e avaliação da biblioteca escolar. Deste modo, as bibliotecas deverão elaborar, nesta fase, o Plano de melhoria, tendo em consideração:

. a análise dos resultados obtidos no último ciclo de avaliação;
. a realização de um diagnóstico que permita aferir os aspetos a otimizar, nas situações em que a biblioteca não tenha ainda implementado o procedimento de avaliação.

Na elaboração do Plano de melhoria, a concretizar nos próximos dois anos letivos, as escolas devem equacionar a inclusão de ações concretas que, incorporando o plano de atividades da biblioteca, contribuam efetivamente para ultrapassar as fragilidades detetadas no anterior ciclo avaliativo.

Fases do ciclo de avaliação
Figura n.º 1 - Fases do ciclo de avaliação

A apresentação do Plano de melhoria no Sistema de Informação decorrerá de 28 de setembro a 15 de dezembro.

No final do letivo 2017/ 2018, as bibliotecas deverão elaborar o respetivo Relatório de execução do plano de melhoria, a submeter de 8 de junho a 20 julho.

A lógica sequencial do modelo de avaliação, alternando a implementação de estratégias de melhoria com a avaliação de resultados, aconselha a que se mantenham, neste novo ciclo, os critérios de seleção das bibliotecas do ensino básico e/ ou do ensino secundário:


N.º de professores bibliotecários 1
N.º mínimo de bibliotecas a avaliar 1
Observações privilegiar a biblioteca que tenha obtido resultados inferiores a três num ou mais domínios de avaliação, em 2016/ 2017. Em igualdade de circunstâncias, dar preferência à biblioteca da escola sede ou àquela onde se constate a necessidade premente de implementação de um plano de melhoria.

N.º de professores bibliotecários 2/ 3
N.º mínimo de bibliotecas a avaliar 2/ 3
Observações privilegiar as bibliotecas que tenham obtido resultados inferiores a três num ou mais domínios de avaliação, em 2016/ 2017. Em igualdade de circunstâncias, dar preferência à biblioteca da escola sede e àquelas onde se constate a necessidade premente de implementação de um plano de melhoria.

Preferencialmente devem ser selecionadas escolas que apresentem níveis de ensino sequenciais (ex. EB/JI+EB; EB+ES; EB/JI+EB+ES) e que, de acordo com os critérios referidos, tenham maior número de alunos.

As escolas que, por quaisquer motivos, venham a estar impossibilitadas de implementar os procedimentos de avaliação no presente ano letivo, deverão comunicar, em tempo oportuno, as razões desse impedimento ao Serviço de apoio RBE.

A implementação dos planos de melhoria nas bibliotecas será apoiada localmente pelos coordenadores interconcelhios, sob supervisão do Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares.

Para mais informações ou esclarecimentos contactar o Serviço de apoio.

NOTÍCIAS